terça-feira, 24 de julho de 2012

Em destaque: os funcionários da educação

Posted in Últimas notícias
profuncionario como poltica de estado.pEsta semana, o Departamento de Funcionários da CNTE (DEFE) inicia a série de encontros regionais, em Rondônia (20 e 21), a fim de debater as políticas da CNTE e de seus sindicatos filiados para esse segmento específico da categoria dos trabalhadores da educação básica. Desde 1995, o DEFE tem atuado, principalmente, em torno de três eixos: a unificação da luta sindical, a profissionalização e a valorização dos Funcionários em âmbito dos sistemas públicos de ensino.

20 qualidades do professor ideal


Ao listar características de bons professores, o Referencial para o Exame Nacional de Ingresso na Carreira Docente reconhece que nem todos podem ser avaliados por provas
O docente ideal:

1. Domina os conteúdos curriculares das disciplinas.
2. Tem consciência das características de desenvolvimento dos alunos.
3. Conhece as didáticas das disciplinas.
4. Domina as diretrizes curriculares das disciplinas.
5. Organiza os objetivos e conteúdos de maneira coerente com o currículo, o desenvolvimento dos estudantes e seu nível de aprendizagem.
6. Seleciona recursos de aprendizagem de acordo com os objetivos de aprendizagem e as características de seus alunos.
7. Escolhe estratégias de avaliação coerentes com os objetivos de aprendizagem.
8. Estabelece um clima favorável para a aprendizagem.
9. Manifesta altas expectativas em relação às possibilidades de aprendizagem de todos.
10. Institui e mantém normas de convivência em sala.
11. Demonstra e promove atitudes e comportamentos positivos.
12. Comunica-se efetivamente com os pais de alunos.
13. Aplica estratégias de ensino desafiantes.
14. Utiliza métodos e procedimentos que promovem o desenvolvimento do pensamento autônomo.
15. Otimiza o tempo disponível para o ensino.
16. Avalia e monitora a compreensão dos conteúdos.
17. Busca aprimorar seu trabalho constantemente com base na reflexão sistemática, na autoavaliação e no estudo.
18. Trabalha em equipe.
19. Possui informação atualizada sobre as responsabilidades de sua profissão.
20. Conhece o sistema educacional e as políticas vigentes.

Fonte: Adaptado de Referenciais para o Exame Nacional de Ingresso na Carreira Docente - Documento para Consulta Pública, MEC/Inep.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

CUT-CE E Sindicato APEOC Defendem a Tese da Nacionalização da Carreira Docente no 11º CONCUT

Posted in Últimas notícias
DSC00477.2.pNo 11º CONCUT o estado do Ceará foi representado por uma delegação composta por mais de 150 delegados e delegadas. O Congresso tratou de vários temas estratégicos para o desenvolvimento nacional sob a ótica dos trabalhadores e trabalhadoras de todo o país. Afirmar o amadurecimento da experiência democrática nacional com liberdade e autonomia sindical foi o eixo central das discussões nos cinco dias do Congresso. [galeria de fotos]

A CUT-Ce participou dos debates e discussões sobre inúmeros temas relevantes para a organização dos trabalhadores e trabalhadoras no país. Sob o prisma da educação, a CUT-Ce defendeu a tese da Nacionalização da Carreira Docente para aprofundar a grande conquista expressa na Lei do Piso Nacional do Magistério.
DSC00436.2.pA tese da Nacionalização da Carreira Docente foi formulada pelo Sindicato Apeoc que participou dos debates no ramo da educação conduzidos pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Ao final, foi aprovada uma importante Resolução que garantiu o debate nacional do tema sob condução da CNTE.
A tese da Nacionalização da Carreira Docente apresentada pela CUT-Ce tornou-se um tema nacional aprovado no 11º CONCUT. Agora os trabalhadores e trabalhadoras de todo o país assumem o debate nacional do tema, para garantir o acúmulo necessário de forças sociais e políticas na defesa da valorização do magistério como questão estratégica na garantia do direito à educação. [galeria de fotos]

11º CONCUT: Educação reforça luta por 10% do PIB

Percentual mínimo garantirá melhorias na educação pública gratuita e de qualidade
Dos 2.602 delegados inscritos no 11º Congresso Nacional da Central Única dos Trabalhadores (CONCUT), 642 são representantes da educação, número que representa 27,65% do total de participantes.

Ramo com maior representatividade no encontro – é também o que trouxe a maior quantidade de mulher, 53,89% –, a Educação reforça no encontro a necessidade de a CUT manter a mobilização por uma bandeira fundamental não apenas para os trabalhadores do setor, mas para o desenvolvimento sustentável do país: o investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) no ensino público, gratuito e de qualidade.
O presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão, esclarece que os mais de 2,5 milhões de trabalhadores e trabalhadoras da educação básica pública reunidos na Confederação têm se empenhado para a aprovação, definitiva, dos 10% do PIB para a educação, bem como da aplicação da Lei do Piso Salarial Nacional do Magistério, que continua sendo sabotada por parte dos governos estaduais e municipais.
Num país em que continua havendo escolas até mesmo sem luz, ressalta, os 10% do PIB potencializariam a qualificação dos profissionais, valorizando um  serviço público essencial para a plena realização de homens e mulheres a partir da ampliação do seu conhecimento e da sua capacidade de contribuir, individual e coletivamente, para o desenvolvimento nacional.

Atualmente, frisou Leão, quase a metade da população brasileira (45%) não concluiu o ensino básico, 14 milhões de pessoas são analfabetas literais e outras 30 milhões são consideradas analfabetas funcionais. “O avanço tecnológico, a universalização do acesso, a qualificação profissional dos trabalhadores em educação e a qualidade da educação também dependem deste novo patamar de investimento público”, enfatizou.

Leão alertou ainda para o “perigo muito grande” representado pelo avanço do capital estrangeiro na educação, “o que compromete a existência do país enquanto nação e povo independente”. “Essas empresas transnacionais trazem para dentro do Brasil valores que nada têm a ver com a nossa cultura, com a necessidade de termos uma ciência e tecnologia nacional que nos permitam avançar de forma soberana”, declarou o presidente da CNTE.

Diante disso, ponderou, “é preciso regulamentar o ingresso do capital estrangeiro nesta área estratégica, lembrando que hoje já mais de 70% da educação encontra-se nas mãos da iniciativa privada, que não tem nada a ver com as necessidades do nosso país e do nosso povo”.
2012.07.16.aniziomeloConcut.pO presidente da Apeoc (Sindicato dos Servidores Públicos de Educação e Cultura do Ceará), Anísio Melo, falou sobre a batalha que tem sido a aplicação da Lei do Piso. Além de fixar um vencimento básico para a carreira, esclareceu, a Lei estabelece um mínimo de 1/3 da jornada para atividades extraclasse – como preparação de aulas, formação, correção de provas, etc. “Infelizmente, o Ceará reproduz o mesmo cenário nacional: sofre a ação articulada dos gestores, que a descumprem”.

Em relação ao valor mínimo de R$ 1.451,00 para 40 horas no ensino médio – que deveria ser segundo a CNTE de R$ 1.936,00 – temos conseguido avanços importantes. Em contrapartida, disse Anísio, o governo estadual não distribuiu essa aplicação nos outros níveis de carreira, fazendo com que a diferença entre o nível médio e superior seja de apenas 5%, “e o piso acabou virando teto”.

Após 63 dias de greve no Ceará, recordou o presidente da Apeoc, “garantimos através de lei estadual, que conquistamos em dezembro de 2011, o aumento da parcela mínima do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) no salário dos professores. O percentual do Fundeb para os salários que por lei é de 60%, foi alavancado no Ceará para 77% em 2012 e 80% a partir de 2013. Os recursos para a manutenção das escolas e recuperação de equipamentos, que também são fortalecidos pelo Fundeb, ressaltou, serão agora complementados por outras rubricas orçamentárias, o que fortalecerá ainda mais o ensino público, garantiu Anísio.  

Democracia no Congresso

Cada vez mais amplo e mais paritário, o CONCUT reflete uma mudança no movimento sindical. Do total de delegados inscritos, 1348 (58,05%) são homens e 974 (41,95%), mulheres.

Após a educação, os ramos com maior número de representantes são o rural, com 344 participantes (14,81%), e a administração pública, com 289 delegados (12,45%), e financeiro, com 174 (7,49%).

Entre os delegados credenciados, São Paulo lidera com 513 participantes (22,09%), seguido por Rio Grande do Sul, com 195 delegados (8,40%), Pernambuco, 151 trabalhadores (6,50%), seguidos por Rio de Janeiro e Distrito Federal, com 142 (6,12%) inscritos cada.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Brasileiro é escolhido melhor professor de escolas públicas do estado da Flórida

Alexandre Lopes na sala de aula
O brasileiro Alexandre Lopes, de Petrópolis, foi escolhido ontem a noite “Melhor Professor do Ano” da Flórida, tendo concorrido com 180 mil professores do estado e cinco finalistas.
“Não tenho palavras para descrever o que sinto”, diz ele.  “O momento foi mágico”.
E mágico foi justamente como Alberto Carvalho, superintendente em educação no condado de Miami-Dade, descreveu o brasileiro da escola Carol City Elementary, em Miami, onde o professor criou um programa de inclusão para crianças com e sem autismo.
“O tema dessa competição foi mágico, e Alex decididamente está um passo à frente”, disse Carvalho.  “Ele faz mágica na sua sala de aula diariamente, compartilhando seu talento maravilhoso com crianças que tem alguma deficiência e se beneficiam dessa mágica que ele traz”.
Alexandre, que usa muito a música como instrumento de educação e comunicação na sala de aula, muito emocionado, cantou quando recebeu o prêmio, na cerimônia de gala no Hard Rock Live nos estúdios da Universal em Orlando, um evento promovido pela loja de departamento Macy’s e pelo Departamento de Educação da Flórida.
Ele agradeceu a todos, principalmente seus alunos, “os pequenos sonhadores que tornaram realidade o sonho desse brasileiro”, e disse, em português, “muito, muito obrigado”.
Fonte: ig

terça-feira, 10 de julho de 2012

Rede Estadual- Negociação avançam: Aplicação de 1/3 de Jornada

Rede Estadual - Negociações avançam: aplicação de 1/3 da jornada

A Audiência ocorrida nesta quinta-feira, dia 05 de julho, entre Sindicato-APEOC e SEDUC, deu continuidade ao processo de negociação e encaminhamentos sobre os pontos acordados em 2011.
Aplicação escalonada do 1/3 de horas atividades (atividades extra classe)
Inicio da aplicação escalonada de 1/3 de planejamento, a partir de agosto de 2012, onde passará a vigorar 25% da carga horária para hora atividade, considerando a jornada de 40 horas, a partir do segundo semestre, o tempo de interação com os educandos será de 30 horas (75%) e 10 horas  (25%) serão destinadas para horas atividades (atividades extra classe). Como sabemos, hoje a parte de interação é de 32 horas (80%) e 8 horas de atividades extra classe (20%).
Cronograma:
  • Levantamento de carências em Julho pelas Credes
  • Lotação com a seguinte ordem de prioridade:
1° Professor efetivo que possa ampliar carga horária na mesma escola;
2° Professor efetivo que possa ampliar carga horária, em outra escola da mesma CREDE;
3° Professor temporário na mesma escola;
4° Professor temporário de outra escola;
5° Realizar seleção individual por escola (artigo 4º).

Concurso público em 2012
Reafirmada a realização do concurso público em 2012 para professores, com publicação do edital em Agosto. Está sendo realizado o levantamento de vagas e projeções de demandas da ampliação definitiva de carga horária (em fase de negociação). O processo de contratação para empresa realizadora do certame foi iniciado.
Aplicação dos 77% do FUNDEB no MAGISTÉRIO em 2012 (Lei 15.064/2011)
Números preliminares fechados pela comissão apontam montante mínimo de 120 milhões de reais a serem aplicados na valorização do magistério, tendo ênfase no inicio da carreira e para especialistas (acordado em 2011), com sua efetividade a partir de Outubro de 2012.

O Sindicato estará vigilante na aplicação e respeito aos critérios de lotação.

Foi reivindicado e está sendo discutida a antecipação da integralidade do 1/3 de planejamento para todos os professores no início do ano letivo de 2013. Que na negociação de 2011 estava prevista para 2014.
Ampliação definitiva de carga horária professores e ANS
Posição favorável da Procuradoria para ampliação. Sendo ainda pauta de discussão os aspectos jurídicos e previdenciários para definição do período aquisitivo. A PGE já manifestou concordância para os professores que ingressaram no serviço público a partir de janeiro de 2004.  Em relação ao pessoal ANS, o assunto está sendo tratado na MENP (Mesa Geral de Negociação).
Revisão de aposentadorias por invalidez – Emenda Constitucional  70
O assunto já foi tratado entre SEDUC  e CPREV/SEPLAG. Os processos de aposentadoria por invalidez a partir 31 de dezembro de 2003, já se encontram na SEDUC para que sejam feitas as adequações ao que estabelece a Emenda Constitucional 70. A SEDUC informou que o prazo estabelecido pela emenda de 180 dias será respeitado.
Vale refeição para professores com contrato temporário
Nenhuma objeção jurídica por parte da PGE. O levantamento de repercussão já foi realizado, faltando definição da fonte de recursos e aplicação. Continua nossa cobrança na mesa de negociação.
Processos de aposentadoria para professores com extra classe
Serão tratados na próxima reunião com a SEDUC e PGE e APEOC.
Aplicação da Lei nº 15.064 (percentual regência de classe de 20%  para mestres e 40% para doutores) para professores aposentados (respeito ao princípio da paridade) e lotados CREDE/SEDUC.
Minuta de Projeto de Lei já se encontra na PGE.
Equiparação do valor da gratificação das secretárias escolares aos dos coordenadores escolares e a dos coordenadores a DAS 1, bem como universalização da DNS3 para Diretores.
Será tratada na próxima reunião com a SEDUC e PGE e APEOC.
Obs.: A reunião do sindicato APEOC com a SEDUC e PGE está prevista para 19/07 ou 26/07
REIVINDICAÇÕES DOS FUNCIONÁRIOS DAS ESCOLAS, CREDES E SEDUC
Celeridade nos processos relativos a vida funcional de servidores
Será tratada em reunião do DEFE/APEOC com o secretário executivo Idilvan Alencar
Concurso público para servidores
Será tratado em reunião do DEFE/APEOC com o secretário executivo Idilvan Alencar
Plano de carreira específico para servidores da Educação
Será tratado em reunião do DEFE/APEOC com o secretário executivo Idilvan Alencar
Universalização do benefício alimentação
Será tratada em reunião do DEFE/APEOC com o secretário executivo Idilvan Alencar
A LUTA CONTINUA!

ATENÇÃO! SERVIDORA DENUNCIA COAÇÃO À PROMOTORIA DE

Matéria publicada no blog da APEOC de Camocim

A Comissão Municipal do Sindicato APEOC esteve no dia 03/07/2012, na Promotoria de Justiça de Camocim, acompanhando uma servidora concursada que chegou muito aflita em nossa sede.  A funcionária espontaneamente depôs no Ministério Público, relatando o ocorrido em sua escola, localizada na Zona Rural I, em 28 de junho último.

Segundo ela, naquele dia, a diretora de sua Escola fez reunião com todos os funcionários e disse que os contratados iriam ter que trabalhar na política. Teria dito também que, os concursados não eram obrigados, mas seria bom, pois “ninguém sabia o que podia acontecer”. Em seguida, segundo a depoente, a gestora perguntou aos concursados, um a um, se iriam trabalhar ou não. Tendo negado o pedido, a diretoria disse que iria anotar o nome da servidora. A trabalhadora passou o final de semana impressionada com o ocorrido e veio procurar apoio em seu Sindicato.

Todos em Camocim sabem da luta incansável do SINDICATO APEOC no combate à costumeira perseguição política em nosso município. Vários processos já foram movidos na justiça, inclusive com a anulação do ato de remoção ocorrido em 2007. Assim sendo, continuamos velando pelo respeito aos servidores da educação e ao sagrado direito à liberdade conforme reza a nossa Constituição Federal.

Aguardamos com ansiedade o desfecho do caso junto ao MP e alertamos a todos os servidores públicos (concursados ou contratados) para que não se submetam a qualquer tipo de pressão, perseguição ou insinuação em qualquer tempo e, em especial, neste período de eleições municipais. Posteriormente publicaremos o desfecho do caso, após a outra parte se manifestar. SINDICATO APEOC – CAMOCIM


Cecília Meireles
"...Liberdade, essa palavra
que o sonho humano alimenta
que não há ninguém que explique
e ninguém que não entenda..."
(Romanceiro da Inconfidência)
   A Comissão Municipal do Sindicato APEOC convoca seus associados das redes estadual e municipal para participarem de Assembléia Geral Ordinária que  se realizará dia 06/07 às 9:00hs na Câmara Municipal. A pauta será a seguinte:

Professores do Ceará buscam valorização

terça-feira, 3 de julho de 2012

ASSEMBLÉIA GERAL

          A Comissão Municipal do Sindicato APEOC convoca seus associados das redes estadual e municipal para participarem de Assembléia Geral Ordinária que se realizará dia 06/07 às 9:00hs  na Câmara Municipal. A pauta será a seguinte:
Apresentação de relatórios financeiros e prestação de contas de Janeiro a Maio de Debate;
 I Ciclo de Debate sobre Sistema Nacional de Educação e Valorização do Magisterio, realizado em Camocim;
Plataforma de lutas para o segundo semestre;
Entrega das carteiras.

        O Sindicato APEOC agradece a presença de todos.



Fonte: APEOC de Chaval